Pressione ESC para fechar

Fabiane Thompson sentando na rola gigante – conto erótico

Fita Safada 0
fabi dando o rabo
Sacudindo a raba na rola gigante

Fazia um mês que eu, Fabiane Thompson, não encontrava o meu boy da rola gigante, e a saudade era grande! Naquela tarde eu estava decidida, teria momentos deliciosos, bem safados e ele não me escaparia.

Havia me preparado bem sexy para dar muito prazer a esse homem gostoso e tarado! E eu, claro, louca para ter mais prazer ainda.


QUER OUVIR ESTE CONTO NA VOZ DA EMME WHITE? ENTÃO SE LIGA:


Já havia tirado a roupa ficando apenas de calcinha e sutiã. Ele também ficou só de sunga preta, do jeito que eu gosto. Mas quando o vi com a rola gigante já saltando fora da sunga, sorri, imaginando toda a safadeza que iríamos realizar a seguir.

Começamos a nos beijar, nossas línguas se tocando, lábios se mordendo, a saliva se misturando e antecipando o sexo gostoso e liberal que sempre fazemos. Pensamentos de pura luxúria e olhares de cumplicidade estimulando mais e mais.

Mostrou o pau duro e latejante

Ele desceu uma alça do meu sutiã e assim que tirei a peça ele abocanhou meus peitos, mordiscando devagar, chupando-os e já mostrando o pau duro e latejante! Vê-lo assim era extasiante, pura felicidade para mim.

Tirei correndo a calcinha e ele a sunga, a rola gigante com a cabeça inchada de tanta vontade de me penetrar. Pegou logo uma camisinha, colocou no pau enquanto eu olhava com cara de safada, o que só aumentava ainda mais o nosso desejo. Mil pensamentos safados rondando minha imaginação.

rola gigante na gostosa de quatro

Fiquei numa posição sentada de costas, onde ele pudesse olhar minha bunda gostosa rebolando e cavalgando naquele pau delicioso. Com o rabo virado para ele, comecei a subir e descer imaginando minha bunda se mexendo com as marquinhas gostosas do sol que havia tomado de manhã, e isso me deixou com mais tesão. Já logo de cara comecei a gemer muito, excitada e querendo sentir aquela rola gigante, dura e imensa dentro da minha buceta quente, apertada e molhada.

Gozando na rola gigante

Ele começou a me fazer subir e descer ainda mais, segurando na minha cintura e quadril, enquanto eu apoiava minhas mãos sobre o seu tórax. A essa altura já estava louca para gozar, então esfregava meu grelo, desesperada para explodir meu gozo no dele.

Nossos gemidos nos deixando cada vez mais acesos e o barulho da minha bunda batendo naquele corpo, enquanto também gemia, suava e me chamava de gostosa! Ao ouvir isso, derreti e me entreguei ainda mais, me sentindo totalmente dele.

Apertei minhas coxas e buceta naquela rola gigante, que ficava cada vez mais dura, me contorcendo como uma vadia no cio, num vaivém intenso, ritmado, sonoro e constante.

Rebolando a raba na caceta

Apoiei-me nas suas pernas e comecei a empinar, rebolando, tremendo e sentindo meus peitos balançarem e meus pés o tocarem. Ele segurava minhas nádegas e empurrava aumentando e cadenciando o movimento. Todas essas sensações arrepiavam meu corpo inteiro e me faziam delirar.

Ficamos nessa posição um bom tempo, ele já mal aguentando me ver sentar tão forte. Minha bunda dançando, nossos corpos molhados, enquanto eu massageava suas bolas cada vez mais sensíveis e inchadas, prontas para jorrar muito gozo.

Então me debrucei sobre os seus joelhos, meus peitos espremidos naquelas pernas musculosas e minha buceta queimando de tanto prazer afundou com mais força, sentindo ele inteiro dentro de mim, que quase gozou novamente.

Tudo me excitava naquele momento, os gemidos, o corpo dele abaixo do meu, meus cabelos roçando nos ombros, os sons da nossa foda e as loucuras da minha imaginação enquanto estávamos ali, trepando sem parar.

Bate a bunda safada!

De repente comecei a esfregar e bater mais rapidamente minha bunda, ele apertando e massageando meu rabo, até que eu explodi de novo, com a certeza do quanto era louca por momentos assim.

Diminuí um pouco o movimento, ajeitei os cabelos e rebolei deliciosamente sobre a barriga dele enquanto meus peitos eram apertados deliberadamente.

Mas ainda queríamos mais! Então me deitei de frente, encaixada, com as pernas dobradas e ele sentado, para que o contato fosse maior.

Fui empurrando a buceta contra o pau grande e o corpo suado, pujante, forte e que me dominava por completo, sentindo entrar tudo até o fundo.

Ele acariciou e apertou mais meus peitos, que estavam com os bicos bem duros, toquei sua pele quente, acariciando carinhosamente os tornozelos e braços, enquanto ele segurava minhas costas e movimentava meu tronco bem gostoso.

Beijou minha barriga e me puxou mais forte de encontro ao pau dele que tocava lá no meu útero com gosto.

Com sua ajuda ergui-me um pouco, ficando sentada de frente e ainda mexendo gostoso, enquanto ele continuava a chupar meus peitos e me segurar por trás dos quadris. Assim podia olhá-lo, sentir minha buceta se esfregando inteira e os pensamentos mais loucos aflorando, nosso cheiro e suor se misturando.

Gozei mais uma vez sorrindo e gemendo, imaginando que nunca mais ficaria tanto tempo longe daquela rola gigante novamente! E pelas nossas expressões, gemidos e gozos, acho que logo teremos mais!

Se você é curioso e gosta de assistir, é só vir também! Está lá tudo registrado

Sobre o Autor

Uma coleção especial com o Pornô Brasileiro da melhor qualidade! As atrizes mais safadas fazendo um sexo hardcore e sem frescuras. A pegada quente que agrada os que buscam vídeos ainda mais pervertidos.

Visualizar Artigos

Outras histórias

Mia Linz

Próxima história

Três bucetas e muitos orgasmos – um conto erótico para assistir

História Anterior